orientação profissional

"Antes de eu definir o curso, pensava em Relações Internacionais, em Direito, em Publicidade e Propaganda, mas eu não tinha certeza de nada. Por isso eu busquei ajuda profissional.

Eu gostei muito do processo, fazer os testes me ajudaram no autoconhecimento e pensar nas coisas do dia a dia, e no que você quer para sua vida. Achei muito interessante.

Depois do processo e orientação profissional com os jogos e as atividades, eu me sinto muito melhor, porque agora eu tenho certeza do que eu quero. Antes eu ainda estava em dúvida e o curso de Relações Públicas nem era tanto assim uma opção para mim, quando a gente começou e agora eu tenho certeza de que é isso que eu quero! " Beatriz J. - aluna 3º ano do Ensino Médio

 

O processo de escolha profissional pode ser um momento de ansiedade e angústia para alguns jovens e suas famílias, porque eles têm muitas dúvidas sobre a carreira e possibilidade de escolhas. Em um mundo com mudanças tão rápidas, fica difícil prever e acertar a escolha da carreira futura ainda nessa fase da vida.

O trabalho de orientação profissional, tem por objetivo levar o jovem orientando a conhecer melhor a si mesmo e indicar caminhos profissionais de acordo com as habilidades e preferências individuais.

Muitas vezes, a pessoa de fora do círculo familiar pode contribuir para o processo com um olhar diferenciado para o jovem orientando, apresentando de forma diferente os caminhos e as escolhas que serão feitas na trajetória da escolha profissional.

A satisfação de realizar esse trabalho acontece exatamente quando o jovem tem essa clareza e a definição da sua escolha, alinhada com suas expectativas e com seus interesses.

E esse foi o caminho da Beatriz, em 4 encontros foi possível identificar suas preferências e a habilidades, definir a escolha do curso de Relações Públicas e orientar na escolha da Faculdade.

Assim fazemos o trabalho de orientação profisisonal, de forma personalizada e direcionada para os interesses do aluno e de sua família.

 

 

sala de aula

A carreira docente é um caminho de expectativas, esforço, determinação e reconhecimento.

Para ser um professor exige-se formação constante e alta capacidade de adaptação e flexibilidade. Cada faixa etária requer competências e habilidades diferentes. Dar aulas para crianças é muito diferente de dar aulas para adolescentes e adultos.

Além da boa formação, o professor precisa sentir-se motivado diante dos todos os desafios diários: famílias ausentes e exigentes, alunos desinteressados e com necessidades especiais, tecnologia e sistemas em todo o processo de registro e de aulas.

O início de uma carreira pode atrair diferentes pessoas, mas manter-se na carreira, só para aqueles que encontraram o propósito em ensinar pessoas. São esses os professores que farão a diferença.

Professores fazem parte da nossa história. Cada um de nós tem uma história para contar de um ou mais professores que marcaram de forma positiva ou negativa a nossa história.  Somos e seremos uma influência na vida dos nossos alunos.

Essa é uma imagem muito significativa para mim: Minha professora da 1ª série, Lucília Ávila Ribeiro. Me alfabetizou e abriu o meu mundo para as letras.

Essa influência perpassa gerações de pessoas.

O sorriso no meu rosto é o  resultado do trabalho de quem ama o que faz.

USP Universidade de São Paulo

A Universidade de São Paulo, foi criada em 1934, como uma universidade pública, mantida pelo Estado de São Paulo e ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico. O talento e dedicação dos docentes, alunos e funcionários têm sido reconhecidos por diferentes rankings mundiais, criados para medir a qualidade das universidades a partir de diversos critérios, principalmente os relacionados à produtividade científica. Sua graduação é formada por 183 cursos, dedicados a todas as áreas do conhecimento, distribuídos em 42 unidades de ensino e pesquisa, com mais de 58 mil alunos. A pós-graduação é composta por 239 programas, com cerca de 30 mil matriculados. Atualmente, a USP é responsável por mais de 20% da produção científica brasileira.

Para desenvolver suas atividades, a USP conta com diversos campi, distribuídos pelas cidades de São Paulo, Bauru, Lorena, Piracicaba, Pirassununga, Ribeirão Preto, Santos, São Carlos, além de unidades de ensino, museus e centros de pesquisa situados fora desses espaços e em diferentes municípios.

Nesse ano, a prova acontecerá no dia 24/11/2019 – domingo, as 13h.

O período de inscrição para o vestibular 2020 será de 12/08 à 20/09/2019, exclusivamente pelo site: https://app.fuvest.br/concurso?hash_identificacao=c8ba7ecf

 O valor é de R$ 182,00.

No ano passado, a USP teve 127.786 inscritos, incluindo treineiros, disputando 8.362 vagas distribuídas em 183 cursos de graduação.

Outras 2.785 vagas são oferecidas via Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Ministério da Educação (MEC).

As três carreiras mais concorridas no vestibular são de Medicina: São Paulo (115,2), Ribeirão Preto (108,7) e Bauru (86,9), respectivamente.

 

Fonte:

https://jornal.usp.br/universidade/estude-na-usp/vestibular-da-usp-fuvest-divulga-relacao-candidato-vaga-e-locais-de-prova/

https://www5.usp.br/institucional/a-usp/

Acesso em 12/08/2019

 

Faça parte da nossa Lista Vip
Invalid Input
Informe seu nome :)
Email invalido