Crianças em crescimento: como lidar com as mudanças?

A paternidade é um desafio, uma mudança completa na vida e na perspectiva de atividades de um casal. Se por um lado, a mãe pode sentir essas mudanças desde a concepção, o pai vai começar a sentir após o nascimento do bebê, ainda que compartilhe as mudanças e sensações da mãe enquanto o bebê está na barriga. No momento em que a criaturinha está em nossos braços e que tudo se concretiza, a realidade acontece.

Me lembro de tentar desvendar o motivo do choro, de tentar suprir as necessidades quase que 24 horas por dia! Nada demanda tanto quanto um bebê!

Ainda bem que eles crescem, e a gente já vai ficando com saudades dessa fase em que podíamos conduzir tudo à nossa maneira.

As mudanças começam cedo. O primeiro dia na escola, primeira professora e novos amiguinhos. Outras influências que ao longo do tempo na escola, vamos sentindo bem claramente.

Alguns momentos são marcados por mudanças mais significativas, como sair da Educação Infantil e iniciar o Ensino Fundamental, por volta dos 6 anos de idade. Parece que todas as brincadeiras acabaram e a coisa começa a ficar mais séria, com provinhas e lições de casa.

Depois outra mudança mais significativa: Do Fundamental I para o II, em que as crianças precisam de mais maturidade e independência para lidar com tantos outros professores, novos horários de aula, mudanças de salas, turmas e mais. Um misto de satisfação por essa nova etapa e ao mesmo tempo de ansiedade. Será que meu filho vai dar conta?

E por último, no final no ciclo do Fundamental para o Ensino Médio. Aí sim, as mudanças são muito mais significativas, não somente no âmbito educacional, acima de tudo emocional e físico. Amadurecimento para escolha profissional, namoro, amizades, novas experiências proporcionadas pelos amigos, bebidas, drogas e muitas mudanças que geram comportamentos diferentes, estranhamento e distanciamento dos pais.

Em todas essas situações, quanto mais conscientes das necessidades de cada fase, mais tranquilos os pais poderão se sentir para lidar com esses momentos.

Para cada fase, uma necessidade diferente, se quando pequenos demandam toda atenção do mundo, conforme crescem, demandam mais supervisão e orientação.

E as experiências são todas necessárias, da frustração à conquista.

Prepare seus filhos. Prepare seus alunos. Oriente, supervisione, acompanhe. Assim eles terão as ferramentas necessárias para fazer suas próprias escolhas.

Na Escola, programe encontros com especialistas que ajudem os pais a lidarem com os filhos em cada fase, trazendo informações sobre as mudanças físicas e emocionais, sobre os comportamentos e como construir uma relação de confiança com os filhos.

Comece com frases e pequenos textos, orientando os pais sobre comportamentos e abra um espaço para compartilharem experiências e tirar dúvidas.

Assim você estará ajudando não apenas a construir uma relação mais positiva entre pais e filhos, mas alunos mais confiantes e seguros!

 

 

Faça parte da nossa Lista Vip
Invalid Input
Informe seu nome :)
Email invalido